Seguidores

maio 24, 2014

.madrileno, madrilense, madrilista, madridista ou madrilês?

Mesmo "coxo", o nosso Cristiano Ronaldo lá fez o gosto ao pé...

Com a final da Liga dos Campeões a realizar-se neste momento no estádio do glorioso, muito se tem falado de Madrid.
Há pouco, um dos comentadores do jogo hesitava entre madrilistas e madrilenos para se referir às equipas. Estava dado o mote para a questão de hoje.
Eis o que encontrei nas fontes:

madrileno
madrilense
madrilista
madridista
madrilês
Dic. Infopédia
SIM
SIM
SIM
NÃO
SIM
Dic. Priberam
SIM
SIM
NÃO
NÃO
SIM
Dic. da Acad. das
Ciências de Lisboa
SIM
SIM
NÃO
NÃO
SIM
Portal da Língua Portuguesa
SIM
SIM
NÃO
NÃO
SIM
Respostas dadas no Ciberdúvidas
SIM
Não refere
Admite*1
Admite*1
Não refere
Dic. Aulete (Brasil)
SIM
SIM
NÃO
SIM*2
SIM
Dic. Michaelis (Brasil)
SIM
SIM
NÃO
NÃO
SIM
Academia Brasileira
de Letras
SIM
SIM
SIM
SIM
SIM

*1- Resposta dada pelo consultor Carlos Rocha em 2009:
É possível formar madridista1, «adepto do Real Madrid (clube espanhol de futebol)», e portista, «adepto do Futebol Clube do Porto», porque o sufixo -ista é também usado para referir os adeptos de um clube de futebol. Não se pode dizer que seja um traço característico da gíria futebolística ("futebolês"), porque, na língua corrente, já é produtivo nessa acepção. 
1 Um radical alternativo madril-, deduzido de madrileno, permite formar madrilista, à semelhança do que acontece em espanhol, onde temos Madrid,madrileño e madrilista (este último termo não está consignado no Diccionario de la Lengua Española da Real Academia Espanhola, mas surge na comunicação social e em sítios da Internet).
*2- Madridista é apresentado não como gentílico mas como “relativo ou pertencente ao time de futebol do Real Madrid, clube esportivo espanhol./ O torcedor desse time.

CONCLUSÕES:
PORTUGAL
BRASIL
madrileno, madrilense e madrilês
Nota: Embora os dicionários não as registem, parece aceitáveis as formas madrilista e madridista
madrileno, madrilense, madrilista, madridista e madrilês
Nota: O VOLP da ABL valida todas as designações.


Abraço a todos e parabéns aos merengues, pois o Real acabou de ganhar a Liga dos Campeões!
AP

maio 09, 2014

.Qual a origem da palavra LAGOA?

Imagem tirada hoje na belíssima Lagoa de Albufeira (concelho de Sesimbra). Com mais rigor, deveríamos chamar-lhe Laguna e não Lagoa…

Definida na Infopédia como “extensão de água mais pequena que um lago, rodeada de terra por todos os lados e com pouca profundidade; paul; pântano”, lagoa vem do latim lacūna- («charco»).
Ao veneziano (laguna), fomos buscar o termo laguna, que pode designar: “1. bacia litoral de águas paradas, separada do mar apenas por uma restinga de areia e com o qual mantém comunicação intermitente; 2. canal entre bancos de areia ou ilhotas, na foz de um rio; 3. pequena lagoa; ria

Abraço.
AP 

maio 05, 2014

.5 de maio: Dia da Língua Portuguesa!

Minha pátria é a língua portuguesa.”
Bernardo Soares (heterónimo de Fernando Pessoa)


Comemora-se hoje o Dia da Língua Portuguesa.
Embora a conhecida frase de Fernando Pessoa tenha surgido num contexto de forte oposição à reforma ortográfica de 1911, ela também pode traduzir, de forma eficaz, a essência da lusofonia.
Sexta mais falada no mundo, a língua portuguesa é a terceira mais usada no Facebook (e no Twitter) e a quinta mais utilizada na internet.
Celebremos o dia deste património comum, desta pátria única que é a LÍNGUA PORTUGUESA!
A todos os utentes do português, o meu abraço.

António Pereira

.SUPER-MÃE ou SUPERMÃE?


Hoje, nas notícias das 13h, na TVI (canal da televisão portuguesa), foi passada uma interessante reportagem intitulada “SUPER-MÃE”. Estava lançado mais um desafio para esta verdadeira maldição da língua portuguesa: a hifenação!
Afinal, como devemos escrever: super-mãe ou supermãe?
Uma viagem ao interior do Formulário de 1943 (Brasil) e do Acordo de 1945 (Portugal), dá-nos informações específicas sobre este prefixo. Lá está, preto no branco, que nos compostos formados com os prefixos hiper, inter e super, só há hífen quando o segundo elemento começa por h ou r.
Assim, fica claro que só há uma grafia correta: supermãe.
Como no o AO90 a regra geral de hifenização determina que apenas há hífen quando o segundo começa por h ou letra igual àquela com que termina o prefixo, as supermães de há 70 anos continuam a ser… supermães!

CONCLUSÃO:
1943 (Brasil) e 1945 (Portugal)
AO 90 (Portugal e Brasil)
SUPERMÃE
SUPERMÃE

Abraço para todos, sobretudo para as mães e supermães!

AP